CATEQUESE - INFORMAÇÕES ÚTEIS
CATEQUESE 2014/2015
Para ficar a conhecer a sala e o nome do catequista de cada ano clique AQUI


Inscrições na catequese Paroquial

Informamos todos os interessados, de que já se encontram abertas as inscrições na Catequese.
As fichas de inscrição, para preenchimento e entrega, para todas as crianças que vão frequentar a catequese pela primeira vez encontram-se abaixo desta mensagem. É só clicar e imprimir.
Depois de preenchido pode entregar na Paróquia ou aos catequistas.
Para imprimir a ficha de inscrição, clique AQUI
Para imprimir a declaração de compromisso clique AQUI

Catequese Paroquial - Informações

1- A catequese é o esforço que é feito pela comunidade cristã no sentido de ajudar todos aqueles que queiram aproximar-se de Deus revelado por Jesus Cristo, o Messias, e melhor conhecer a sua mensagem salvífica.
2- Esta tarefa é de toda a comunidade cristã. Pais, padrinhos, catequistas, pároco, outros criatõs, todos têm a sua missão a desempenhar no processo catequético.

3- Os pais são os primeiros catequistas que devem transmitir a fé aos seus filhos como o leite materno. São eles, porque só eles é que o podem fazer e só por isso é que se justifica a recepção do baptismo em criança.

4- Os padrinhos são os catequistas 'oficiais' de cada catequizando, pois foi essa a missão e nada mais, que assumiram no dia do baptismo dos seus afilhados. Se eles se demitem da responsabilidade directa desse trabalho não o podem fazer em relação à vivência e testemunho cristão.

5- A catequese é essencialmete a introdução na vida da comunidade. Logo, não há catequese sem a participação das crianças nos actos da comunidade.

6- O acto da comunidade que é fundamental e que exige a participação dos catequizandos é a reunião dominical da comunidade (missa). Sem a missa não há catequese.

7- Sem uma frequência miníma cumulativamente de dois terços das sessões dadas da catequese e da participação da missa não pode o catequizando transitar de ano.

8- Os pais dos catequizandos ou os padrinhos, ou quem assumir a função de encarredado de educação referente à catequese deve justificar, por escrito, as faltas que os referidos catequizandos dêem à catequese e/ou à missa.

9- A missão de ensinar as fórmulas do catecismo, que são dados adquiridos da vida crstã, é da obrigação dos pais ou responsáveis de educação, pois subentende-se que são elementos familiares e postos em prática no ambiente familiar. Os catequistas têm o dever de as explicar e de as celebrar, não de as ensinar.

10- Os encarregados de educação devem contribuir nas despesas realizadas com a catequese.

11- Só pode frequentar a catequese quem professar a fé católica ou dela queira ter melhor conhecimento, submetendo-se na íntegra a todas a s exigências metodológicas, pedagógicas ou outras.

12- Na catequese são toleradas e eceites em discução todas as opiniões, ideias ou sugestões desde que elas não tornem inviável a verdade da fé.

13- Não são toleradas faltas de educação, nem para com o catequista, nem para com outras pessoas. A boa educação entende-se já assumida e sem o mínimo dela não se pode permitir a frequência na catequese seja de quem for.

14- Todos os catequizandos têm de ter o catecismo e outros materiais essenciais para a sessão da catequese, conforme as orientações do catequista.

15- Se, por ventura, um catequizando causar danos a um material não próprio é da sua responsabilidade reparar esse dano.

16-A esponsabilidade de orientar a catequese é dos catequistas.

17. O Pároco, por nomeação do Bispo diocesano, é coordenador geral e reponsável máximo da organização e realização da catequese. As suas decisões e orientações são válidas enquanto assumir esse múnus.